Microeliminação

Microeliminação da Hepatite C em pacientes renais crônicos da Baixada Santista em apoio ao plano nacional para eliminação da Hepatite C até 2030

O Grupo Esperança está trabalhando para a microeliminação do vírus da Hepatite C (HCV) nos serviços de hemodiálise da Baixada Santista.

Diversos estudos apontam que os pacientes renais crônicos em hemodiálise têm alto risco de adquirir o vírus C da hepatite, se comparados com a população em geral, devido à exposição frequente ao sangue que favorece a contaminação. De acordo com os dados do censo da Sociedade Brasileira de Nefrologia de 2017, a prevalência de portadores de HCV nas unidades de hemodiálise no Brasil é de 3,3%, cerca de três vezes maior do que é observado na população geral brasileira.  

O tempo de tratamento dialítico é um dos fatores determinantes associados à infecção pelo HCV, sendo que pacientes com mais de 10 anos de hemodiálise apresentam risco de aquisição muito maior quando comparados a pacientes com até 5 anos de tratamento.

Portanto, enfatizamos que os pacientes em hemodiálise, deverão ser testados periodicamente. Quanto menor o intervalo, melhor!

Siga-nos no Instagram @gebaixadasantista