Notícias

XIV ENONG produz a “Carta de Maceió”

Em um momento que o Brasil é um dos principais protagonistas da meta da OMS para a eliminação da Hepatite C como problema de saúde pública até 2030, bem como das políticas públicas de atenção aos demais tipos de Hepatites Virais, ONGs de vários estados do país se reuniram de 06 à 09/12 em Maceió/AL, durante a realização do XIV ENONG – Encontro Nacional de ONGs de Hepatites Virais e Transplantes Hepáticos, para identificar algumas necessidades iminentes que precisam ser discutidas e solucionadas pelo Ministério da Saúde, a fim de contemplar a ampliação da atenção aos agravos das Hepatites e Transplantes de Fígado para que alcancemos a forma mais adequada e digna possível, salvaguardando assim a qualidade de vida e a própria vida da população envolvida com a enfermidade.

Com a troca de experiências e apontamentos dessas dificuldades atuais comuns em todo o território nacional, foi elaborada uma Carta de Propostas para Resoluções, encaminhada para diversas Secretarias do Ministério da Saúde, bem como para a empresa privada que fornece alguns insumos constatados por ora como de baixa qualidade, o que prejudica toda a excelente ação do Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (DCCI/MS) que implementou um fluxograma de acesso de modelo mundial e pelo SUS, resultando na estratégia “testar, tratar e curar”. Segue a Carta de Maceió na íntegra:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: