Notícias

A criação de um Protocolo Clínico e de Diretrizes Terapêuticas para Cirrose Hepática é reivindicado pelas associações de pacientes e sociedades médicas

A Sociedade Brasileira de Hepatologia já havia protocolado junto ao MS, em 2019, uma solicitação para a criação de um PCDT para Cirrose Hepática e ontem, durante a 333ª reunião ordinária do Conselho Nacional de Saúde em Brasília, a solicitação foi reforçada com caráter de urgência

Brasília – DF, 18 de agosto de 2022 – Durante a 333ª reunião ordinária do Conselho Nacional de Saúde, realizada no dia 17 de agosto em Brasília, o conselheiro nacional de saúde Jeová Pessin Fragoso, presidente da ONG Grupo Esperança e que representa o Movimento Brasileiro de Luta contra as Hepatites Virais (MBHV) no CNS, solicitou em caráter de urgência a criação de um Protocolo Clínico e de Diretrizes Terapêuticas (PCDT) para o tratamento de pacientes com Cirrose Hepática.

A Sociedade Brasileira de Hepatologia já havia protocolado junto ao MS, em 2019, uma solicitação para a criação desse mesmo PCDT, mas até o momento ainda não foi atendida. Por falta de uma linha de cuidados que trate das graves formas de cirrose hepática, incluindo a falta de rastreamento para o hepatocarcinoma, muitos pacientes estão perdendo a qualidade de vida e até a própria vida.

A hepatite C é uma das maiores causas da cirrose, mas também existem outras origens como a gordura no fígado (esteatose), hepatite B e hepatite medicamentosa, entre outras. Por isso, é necessária a criação de um protocolo que norteie os cuidados por todos os níveis de assistência da saúde.

De acordo com Jeová, “uma necessidade tão eminente não pode ficar parada nas Secretarias do MS. Os pacientes e as sociedades médicas clamam por essa urgente implantação e implementação do PCDT para a cirrose hepática”. Ele explica ainda que os pacientes cirróticos, incluindo de forma importante os de hepatite C, de 2015 até 2017 precisavam ser pré-cirróticos ou já cirróticos, para terem acesso ao tratamento disponibilizado pelo SUS.

“A reivindicação, que tem o endosso do MBHV, Oncoguia e ABTx, seguirá para a comissão de atenção às pessoas com patologias do CNS, que reunirá subsídios, entre outros de cunho técnico-científico e estatísticos, para finalizar com um relatório que possa dar embasamento suficiente para que a plenária aprove a intercedência cabível e inerente ao Conselho Nacional de Saúde”, conclui Jeová.

Acompanhe a fala de Jeová do minuto 13:33 até o minuto 18:16

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: